A grande notícia da semana fica por conta da escolha da chef Helena Rizzo, do restaurante Maní, em São Paulo, como a melhor chef mulher do mundo. A premiação faz parte do 50 Best Awards, da revista britânica Restaurant, que divulgará a escolha dos melhores restaurantes do mundo no dia 28 de abril próximo. Ela merece o reconhecimento, sem dúvida, é uma das mais talentosas e dedicadas chefs brasileiras. Leia entrevista com a chef aqui.

É top! Melhor chef mulher do mundo

É top! Melhor chef mulher do mundo

Em Curitiba, os destaques da área são: a feira Brasil a La Carte, que começa nesta sexta-feira (28), no ExpoRenault Barigui, o Gastronomix – a programação de gastronomia do Festival de Teatro de Curitiba, nos dias 5 e 6 de abril – e o curso de chef gourmet do Centro Europeu, isso porque, além da novidade – ser exclusivo para foodies e quem considera a gastronomia um hobby – estou inscrita. A primeira aula foi na última terça-feira (25). Conto mais.

Começou o curso chef gourmet do Centro Europeu

Começou o curso chef gourmet do Centro Europeu

Um ambiente descontraído, sala lotada e um dos principais chefs do Paraná no comando da cozinha – Celso Freire dará sim algumas aulas no curso de Chef Gourmet do Centro Europeu, que é uma grande sacada da escola, quase todo mundo hoje quer saber cozinhar e têm interesse pelo assunto, vide as feiras e eventos do setor que não param de acontecer. Rogério Gobbi na foto falou na abertura, quero detalhar em outro post como será o curso. Resumidamente, posso dizer que foi quase uma confraternização entre amigos, vários entre os participantes, aliás, vinho acompanhando etc., mas não pense que o chef facilitou, conduziu a aula com energia, falando da necessidade de organização na cozinha, entre outras coisas, e colocando todo mundo pra cortar, cozinhar e lavar, apesar de alguns esquecerem disso. E eu lá novamente, toda paramentada. Com muito esforço, cedi a pressão e o convite para ingressar na turma. Difícil achar tempo pra tudo o que precisamos e queremos, estamos o tempo todo fazendo escolhas. Já fiz tantos cursos, de básicos aos mais avançados, mas onde mais aprendi foi durante quase três meses, com aulas toda segunda-feira, quando Flávio Frenkel fechava seu restaurante na época, o Capoani, e recebia seis pessoas na cozinha. Também aprendi muito com o livro da chef Roberta Sudbrack narrando sua experiência no Palácio do Planalto, com Fernando Henrique Cardoso, que reproduzi, com a autorização dela, no blog da época, já estou no terceiro endereço eletrônico. Além dos vários cursos com chefs nas chamadas “aulas show”. Então, ontem, poucas novidades pra mim, foram receitas simples de pouco preparo, claro, era a primeira aula. Mas peguei a dica pra fazer quenelle, a delicada forma para um recheio moldada com duas colheres e que dá um charme para as apresentações, coloco a foto depois, continuo o assunto amanhã porque agora corro para mais uma aula,

Os pratos:

Ricota defumada gratinada com tomate cereja confitado e azeite trufado e salmão marinado unilateral com batatas e molho de mostarda antiga.

“Unilateral” porque um lado é frito e o outro não

foto (22)

 

Caldo de legumes para cozinhar as batatas e dar sabor.

 

Mensagem via Site