Só escutei elogios, por isso o babaganoush entra aqui. Tão simples e tão comum. Você encontra muitas páginas com receitas na internet, por que então mais uma?

babaganoushPorque tenho certeza de que essa funciona. O outro motivo é lembrar que os elogios são devidos ao preparo – o chamuscado necessário veio da brasa não foi tostado direto na chama do fogão, como é usual, na churrasqueira o sabor é outro, e o toque defumado é essencial para a pasta – e, principalmente, porque as berinjelas eram orgânicas, isso fez toda a diferença.

Também porque usei um za’atar – o tempero de Israel que leva sumagre, sementes de gergelim, tomilho, sal marinho, cominho, orégano e manjerona – de qualidade. Você pode preparar o seu, claro, mas nada como o original.

Babaganoush

3 berinjelas grandes

1 colher (sopa) de tahini

1 colher (sopa) de iogurte natural (usei creme de mesa)

suco de 1 limão-siciliano

2 dentes de alho picados

sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora quanto baste

1 colher (sopa) de azeite de oliva etravirgem

um pitada de za’atar

Modo de fazer

Grelhe as berinjelas direto na churrasqueira (fure com um espeto, ou garfo longo na parte de cima de cada uma) até ficarem bem chamuscadas e se desmanchando.

Retire a casca e separe e amasse a polpa, pode até deixar um pouco da parte chamuscada.

Misture a polpa com os outros ingredientes e tempere com sal e pimenta.

Regue com azeite de oliva, polvilhe com za’atar.

 

 

Mensagem via Site