Como não apoiar? Conheço pessoalmente a Gabrielle Mahamud, do blog Flor de Sal, sei da sua dedicação, seriedade e envolvimento com ações sociais, além de a ideia ser muito necessária, é claro. Mesmo que existam outras alternativas para distribuir alimentos para pessoas carentes, essa tem um diferencial.

Em resumo, a iniciativa dela é o Good Truck, que pretende utilizar alimentos que são descartados, mas estão bons para o consumo, preparar comida para moradores de rua e servir em um food truck.

O Good Truck tem o mesmo objetivo do Refettorio Gastromotiva, do chef David Hertz, em funcionamento no Rio de Janeiro – projeto criado em parceria com o chef italiano Massimo Bottura e a jornalista Alexandra Forbes. A diferença é que usará um food truck para distribuir a comida. Aliás, David já conheceu a proposta e aprovou.

Mudança necessária

Além de contemplar dois problemas sociais, cria consciência de que alguma coisa precisa ser feita para mudar essa realidade: sobra comida de um lado e falta de outro.

Em relação ao combate à fome outra boa notícia, que eu soube pela Gabrielle, o Senado está cuidando do tema desperdício na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA). Sabemos que o desperdício ocorre pela legislação que engessa as doações.

Projeto

O projeto da Gabrielle está bem detalhado na matéria da jornalista Flávia Schiochet, link aqui e no blog da ativista também.

O ponto de partida da iniciativa são as toneladas de alimentos descartados diariamente no Ceasa de Curitiba. A chef Manu Buffara é madrinha da ideia, já declarou seu apoio, sei que queria trabalhar com uma iniciativa assim faz tempo.

A chef Manu Buffara e Gabrielle Mahamud, do Good Truck, no Ceasa, em dia de coleta

A chef Manu Buffara e Gabrielle Mahamud, do Good Truck, no Ceasa, em dia de coleta

Números que impressionam

No Brasil, a cada ano, 26,3 milhões de toneladas de alimentos vão para o lixo, sendo a maior perda (45%) de frutas e hortaliças, segundo dados da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), 10% das perdas acontecem no campo, 50% no manuseio e transporte, 30% em centrais de abastecimento e 10% nos supermercados e consumidores. Dados da Agência Senado na matéria que está aqui.

Doações

Os recursos necessários para as despesas iniciais da ação de lançamento, que será realizada na próxima sexta-feira (23/12), para divulgar a iniciativa foram captados por meio da plataforma http://juntos.com.vc em poucos dias, surpreendendo os organizadores. O food truck “Buteko”  é o parceiro e estará estacionado na praça Tiradentes, a partir das 19h.

Nesta terça-feira (20/12) tem mais uma ação no Senhor Garibaldi para o projeto. E para conhecer mais ainda essa brava lutadora, a Gabrielle, leia a matéria dela para a Tutano.

Mensagem via Site