Era apaixonada pela torta de ricota, nós chamávamos de requeijão,  que uma das minhas tias cozinheiras fazia. Nem sei da receita. Talvez ainda tenha. Vou procurar. Lembro que era muito fácil de preparar.

A surpresa perfeita para uma tarde chuvosa
Também porque depois que experimentei a ricota fresca da minha vizinha não pensava em outra coisa.Mesmo sem a falada ricota, já havia usado no pierogi, fui atrás de uma receita. Bati o olho no livro do Sérgio Arno. Impliquei logo de cara com o leite condensado entre os ingredientes, mas escolhi essa mesmo assim. O livro é antigo, deve ser isso, pensei. Ressabiada, coloquei metade do que indicava. E vai pinoli na receita, nunca havia usado.Eu, com a habituada e devida exigência, quero fazer melhor. Tenho certeza que com outra ricota o resultado será superior. Sirva com nata fresca batida e um cafezinho coado.Ingredientes500 g de ricota1 lata de leite condensado e a mesma medida de leite4 gemas4 claras3 colheres (sopa) de maisenaAçúcar a gosto1 colher (chá) de baunilha ou casca de limão ralada½ xícara (chá) de pinoli1 xícara (chá) de uva passa50 g de frutas cristalizadas (não usei) Modo de prepararBata no liquidificador todos os ingredientes, com exceção das claras e das frutas secas.Bata as claras em neve e misture delicadamente aos ingredientes batidos.Junte por último o pistache, a uva passa e as frutas cristalizadas.Coloque a massa em forma redonda (diâmetro aproximado de 20cm) untada e enfarinhada. Asse em forno brando por 30 ou 40 minutos.
Mensagem via Site