Estava escrito na vida deles: mudança de rumo. Talvez o nome da empresa de consultoria empresarial, a Novos Caminhos, sediada em Mato Grosso, tenha ajudado. Mas até a Leve-me para Casa sair do papel foi muito tempo aguardando esse fermento crescer.

A Leve-me pra casa, também aceita encomendas para datas especiais

A Leve-me pra casa, também aceita encomendas para datas especiais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A primeira mudança aconteceu por conta de uma necessidade, um tratamento de saúde, depois a instalação definitiva aqui porque gostaram de Curitiba e escolheram a cidade para morar.

Aí veio a vontade de trocar de área de atuação também. A ideia de fazer bolos caseiros surgiu ainda no tempo em que moravam no Mato Grosso. A certeza de que o ramo da alimentação era o futuro veio do clima ameno curitibano que como Alcemir Calazans assegura “convida ao café ou chá com bolo”. A intenção dele e da esposa é resgatar os sabores dos doces que comiam na infância.

Definido o caminho, foram pesquisar e testar receitas. Fui testemunha. Colega da pós-graduação em Chef de Cuisine Nacional e Internacional, acompanhei a seriedade com que se dedicou ao trabalho. Aliás, aos estudos também, um aluno exemplar.

E eles não pararam nos bolos, intrigava a qualidade das pizzas entregues pelo serviço de delivery. Eu conheço até pizzaria que não entrega porque sabe que o tempo do deslocamento afetará a qualidade do produto. Daí que desenvolveram uma massa que o cliente leva pré-assada, mas não congelada, que deve ser assada em casa, garantindo que a pizza ficará ficará crocante e mais saborosa como se estivesse sendo degustada no restaurante.

Já faz tempo que prometi que falaria sobre os projetos do colega. Pensei que o gancho seria a feira de alimentação que participou recentemente, não consegui. Depois, quando soube que estava aceitando encomendas do bolo de Páscoa, a chamada Colomba Pascal da foto, pensei que seria a minha oportunidade, quase perco a hora. Experimentei o panetone italiano de fermentação natural do Natal e posso indicar.

Bem, se não der tempo de encomendar o doce, pelo menos vale o registro para conhecer o Leve-me para a Casa, que em breve terá uma unidade na Lamenha Lins, 59, que está quase pronta. E como ele não se contenta com pouco, o tema do TCC da pós-graduação já está sendo testado, vem aí o “chef pantaneiro”, que abrirá em sociedade com outro colega.

Serviço:

Telefone 41 3121-1195 / 99115-7374

[email protected]

https://www.facebook.com/Levemeparacasa/

http://www.levemeparacasa.com/

 

 

Mensagem via Site