Logo teremos laranjas e mimosas. Penso em geleia. As árvores estão carregadas. É tempo delas, mesmo que no supermercado tenha laranjas e mimosas o ano todo. Elas chegam de todos os cantos.

O friozinho já pede meias de lã pra quem têm pés que viram pedras ao primeiro ar que sopra gelado lá fora. Os meus. Logo me enrolo num cachecol.

Dias de outono. As folhas secas vão avermelhando-se, ou caindo. Escurece mais cedo. Lembro daquele queijo mole trabalhando escondido no armário pra se oferecer melhor ainda.

Queijo com geleia
Daí não tive paciência, nem esperei a geada que adoça as frutas no pé, é o que me dizem. Fui e peguei algumas laranjas, aquelas redondas gordonas de umbigo de fora. E agora temos geleia. Corro pegar o queijo. Não quer fazer o mesmo?

Uma rápida busca e surgirão muitas receitas de geleia de laranja. A diferença desta? Eu testei, acertei e dá pra fazer só um pouquinho, não chega a dar trabalho, nem preguiça. O resultado: dois vidros e meio. O meio comi sem esperar esfriar joguei por cima da paleta de cordeiro. Quando esfria ela fica como um gel, é a pectina natural das frutas cítricas fazendo seu trabalho. Como a laranja não estava muito madura tinha bastante pectina, quando for o caso é só colocar um pouco de suco de limão e terá a consistência desejada.

O caminho da laranja

A laranja é originária da China, depois foi encontrada na Índia e Myanmar, logo os romanos trouxeram para mais perto de nós. Mouros, África, Sul da Espanha, Portugal. Os muçulmanos levaram para a Itália. Panamá, México e os portugueses desembarcaram aqui com ela. Viramos líder mundial de produção. Para os curiosos:  www.ufrgs.br/afeira está tudo aí, onde encontrei essas informações.

Segredo

O ponto da geleia é o mais difícil de saber, mas tem um truque. Depois de ela cozinhar por cerca de uma hora você tira um pouco e coloca na geladeira por uns minutos, daí vai lá e vê se endureceu. Uma vez apurei até dar o ponto e quando esfriou não conseguia nem enfiar a colher no doce.

Outra dica que não recomendo, porém serve pra quem tem pressa ou preguiça, é passar a casca da laranja em um processador ou no moedor de carne, ou ainda ralar. Já aviso que não fica igual a cortar a casca em tirinhas bem finas sem a parte branca. Capricho que juro altera o sabor. Claro, quem tem família grande vai cortar o caminho, como fiz pouco não tive muito trabalho.

Pode fazer com mexerica e, além de queijo branco acompanha pato, ou cordeiro.

  • 750g de laranja
  • 6 xícaras de água
  • 3 xícaras de açúcar demerara
  • um pouco do bagaço

 

  1. Lave bem as laranjas, corte-as ao meio e faça um suco.
  2. Coloque o suco para ferver junto com um pouco do bagaço. Ferva até o volume reduzir pela metade. Para não errar marque com a ajuda de um palito a altura do suco na panela.
  3. Enquanto isso faça tirinhas com algumas cascas tirando a parte branca (umas 3 ou 4 laranjas). Coloque-as para ferver numa panela com água.
  4. Quando o suco reduzir coe, acrescente o açúcar e as tirinhas de laranja. Deixe cozinhar por cerca de uma hora, até chegar ao ponto de geleia (explico no texto um truque). Coloque em vidros fervidos e secos, feche e guarde na geladeira.

Mensagem via Site