Quem diria que a abóbora cabotiá convertida em creme permitiria que o ousado bacon se jogasse por cima dela. Ele se derreteu ao vê-la, mas não perdeu a fama de durão. Ela soube conquistá-lo.

Tudo começou na cozinha do Alba Wine Bar. O improvável casal não resistiu a massa de fermentação natural toda convidativa borbulhando.

Responsáveis

O tomate não teve chance, ficou de lado e não fez falta. No date só a rúcula por testemunha. Com as benções da Ana e do Edu, o tinder da dupla, saiu a pizza antes impensável e sedutora. Ah, faltou contar que a Ana Luisa Moreira dos Santos, “que é muitas coisas”, além de mãe e padeira, e o Eduardo França, um ex-engenheiro, são também a alma e o corpo todo do Alba, que tem ainda a Carolina. Vou resumir: Alba, mais do que as combinações criativas e vinhos, é assim um perigo, quando você percebe já está com o endereço nos favoritos. E o nome da casa? Ah, “o nome é outra história, não veio da Itália, veio de um livro que a Ana gosta”, conta Edu.

Casamentos

Gosto de casar ingredientes que poderíamos jurar que não combinam, como o “Eduardo e a Mônica”, da Legião Urbana, lembram?  “Quem um dia irá dizer que existe razão nas coisas feitas pelo coração? E quem irá dizer que não existe razão?”. Já anunciei um bem sucedido abraço apertado improvável do abacate com beterraba, nunca pensei em abóbora com bacon na pizza.

Assim como esses casais nascidos do acaso ou do destino, a Ana e o Edu encontraram-se na Vicente Machado. E das dificuldades, de devaneios e de copos de vinhos cheios e vazios nasceu o “muito fofoAlba, como alguns chamam o lugar, que nasceu pra ser um descolado e descomplicado bar de vinhos.

Mudança
E não é que vão abandonar a Vicente Machado e tudo o que conquistaram nos três anos de vida do Alba, até aquele piso que a Ana escolheu com carinho e imaginou os clientes entrando pela portinha azul. Nesse momento, eles tentam enganar o coração porque a vontade é chorar. Imagino, é a história da vida deles ali.

Superada a mudança, eu desconfio que os fãs vão aumentar. Com mais espaço no novo endereço, próximo dali, poderão regalar-se com os pães, uma das novidades, que a Ana não vê a hora de enfileirar na vitrine da cozinha. Ah, eles são assim de conquistar, já avisei.

DUO Gourmet

“O Alba é muito mais do que um lugar para beber vinho, é um lugar de encontro, onde pessoas encontram pessoas e depois elas encontram o vinho. Temos sim nossas deliciosas pizzas e bruschettas, mas o vinho tem um espaço especial no nosso coração”, definem os dois, que abriram o bar sem dinheiro nem para comprar um forno e ter alguma coisa quentinha pra oferecer. Agora dão um passo maior com brilho nos olhos, e muita disposição até pra morar no trabalho. Ana conta também que pretende focar as próximas escolhas nos vinhos nacionais.

Seguem um modelo de negócio que tem alguns exemplos aqui, mas ainda de história recente, um movimento visto nas principais capitais mundo afora faz muitos anos: espaços pequenos; sem funcionários, ou com poucos, ou só entre sócios; com a decoração simples e aconchegante; com boa comida; clima descontraído e bons preços.

Agora outra boa notícia: você pode pedir tudo do Alba usando o DUO Gourmet; o aplicativo que está no mercado – começou em Belo Horizonte como um guia – há sete anos e em 13 cidades. Chegou em Curitiba no ano passado e pode dar um bom retorno para os restaurantes, principalmente ocupando mesas em dias de pouco movimento. O assinante tem a vantagem de pedir um prato e ganhar outro.

Confira quem participa, quando e como usar no Instagram, o Alba está lá. Fim da pandemia e nos encontraremos para um brinde sagrado: Evoé! Com as bençãos de Dioniso, o deus do vinho na antiga Grécia. Por enquanto, nos contentamos com o delivery.

Serviço

O que Alba Wine Bar

Onde Avenida Vicente Machado, 632 – Curitiba-Paraná

Telefone 41 9999-8513

Mais informações: @alba.winebar @duogourmet_curitiba

Mensagem via Site