Já tinha acertado fazer quiche, mas perdi a minha receita, quando tentei novamente usando apenas a memória as galinhas se refestelaram, foi tudo para o almoço delas. Passada a experiência, nem sempre ganhamos o jogo, peguei o “Pitadas” da Rita Lobo, da Editora Panelinha, e me joguei na aventura outra vez. Deixei a massa repousando, como o recomendado e ficou uma pedra. Ela dizia para não trabalhar muito a dita e eu morrendo de medo de dar comida para as penosas novamente, fui com muito cuidado tentando esticá-la. Juro que achei que não daria certo. No dia seguinte, ao preparar o recheio inventei moda, se eu fiz, você também poderá, acredite. Substitui o queijo meia cura por “fromage blanc” e mais um pouco de gruyère. E usei bacon, nada do salmão indicado na receita. Esqueci do alho-poró, que pena, acho que combina tanto. Era a minha intenção usá-lo. Coloquei para assar e o recheio foi crescendo, crescendo, crescendo e eu murchando, murchando com a certeza de que não prestaria. Dado o devido descanso de 15 minutos, como o recomendado, o recheio abaixou e o resultado surpreendeu, quase perfeito, diria, porque acho que sempre podemos fazer melhor e o visual pedia um retoque. Preciso apenas de um pouco mais treino, suspirei aliviada. Segue a receita.  Quiche nada mais é do que uma torta salgada, um quebra-galho para matar a fome numa emergência. Cismei que deveria ter no freezer uns pedaços, apesar de implicar com congelados. Insatisfeita com o que encontrava e influenciada, talvez, pela leitura de Submissão, de Michel Houellebecq, mergulhada nos problemas da França e nos acontecimentos envolvendo o islamismo, fui para a cozinha. Brilhei como cozinheira exemplar com a melhor quiche que comi nos últimos anos, ou até, ouso dizer desde que conheci a torta francesa.

A massa ficou meio quebradinha, parecia folhada

A massa ficou meio quebradinha, com uns “dentes”, porém divinamente folhada

Para a massa

2 xícaras (chá) de farinha de trigo

150g de manteiga gelada

5 colheres (sopa) de água gelada

1 colher (chá) de sal

Para o recheio

300g de queijo meia cura (usei o fromage blanc mais gruyere)

5 ovos

1 xícara (chá) de creme de leite fresco

1 xícara (chá) de iogurte integral (usei um caseiro)

1 pitada generosa de noz-moscada ralada na hora

1 pitada de pimenta-do-reino moída na hora

50g de salmão defumado ou bacon (opcional, eu usei bacon)

Modo de preparar

Recheio

Mensagem via Site