Como o post anterior ficou enorme e todo mundo diz que ninguém lê mais de dois parágrafos, curtos, é claro, o que discordo e implico, mas me rendo, o Jambalaya veio parar aqui. Foi a terceira e última aula da cozinha norte-americana da pós-graduação em Chef de Cuisine Nacional e Internacional da Universidade Positivo.

img_5465-900x1200

Simplifico dizendo que é Jambalaya é uma variação da paella, ou de um arroz molhado. Prato típico de Nova Orleans, que tem influência da cozinha espanhola.

Na aula, por um descuido, o nosso arroz ficou mais clarinho do que os dos colegas e do que deveria ser, faltou dourar mais o mirepoix. O fogo alto secou o arroz, que ainda não estava cozido. E era só ter acompanhado a receita.

Enfim, para corrigir, acrescentamos mais caldo, que deveria estar quente, pois frio alterou o cozimento. Coisa de aprendiz e de gente distraída, eu, pensando em sei lá o quê e longe da panela lavando louça eu acho, nem vi a tragédia. Assim vamos aprendendo a trabalhar em grupo. Cozinha exige atenção.

Sobrevivemos ao processo de avaliação pelo sabor e textura do camarão, menos mal.

Detalhe: mirepoix é base para “quase” tudo na cozinha, sua composição é 40% de cebola, 30% cenoura e 30% de aipo.

Outra dica óbvia, mas que euzinha nunca havia pensado, é colocar os ingredientes do mis en place na ordem em que serão usados. Sou outra pessoa depois de saber disso, nada de esquecer alguma coisa daqui em diante.

Preparei a receita em casa no fim de semana e também não aprovei o resultado. Eu fiquei desapontada com o meu Bayou seasoning porque leva alho e cebola em pó, orégano e tomilho seco e o que eu comprei deu um gosto forte e artificial ao prato.

Desperdício com tantos ingredientes bons, pensei. Pesquisei e vi que o tempero é vendido até na Amazon, acho que arriscarei. Depois eu conto se vale a pena. Quem sabe o original leve meus trocados, por enquanto usaria apenas os temperos frescos. Também gostei da receita do site Epicurious, link aqui. Desistir jamais. O prato é muito bom.

Jambalaya (quatro pessoas)

12 camarões limpos

150g de frango cortado em cubos

1 colher de Bayou Seasoning*

3 colheres de azeite de oliva

¼ de xícara de cebola brunoise

¼ de xícara de pimentão verde brunoise

¼ de xícara de salsão brunoise

2 dentes de alho picados finamente

½ xícara de tomates em cubos

3 folhas de louro

1 colher de sopa de molho inglês

1 colher de chá de Tabasco

¾ de xícara de arroz branco, tipo agulhinha

750ml de caldo de galinha

150g de calabresa

sal e pimenta do reino a gosto

Bayou Seasoning

2 ½ colheres de sopa de páprica doce

2 colheres de sopa de sal

2 colheres de sopa de alho em pó

1 colher de sopa de pimenta do reino

1 colher de sopa de cebola em pó

1 colher de sopa de pimenta cayenna

1 colher de sopa de orégano

1 colher de sopa de tomilho seco

Procedimento

Em tigelas separada, tempero os camarões, o frango com o Bayou Seasoning (prefiro o tempero fresco). Em uma panela, aqueça o azeite de oliva e refogue a cebola, o pimentão e o salsão. Adicione o frango e a calabresa e refogue bem. Em seguida, junte o alho, tomates, folhas de louro, molho inglês e o Tabasco. Adicione o arroz e misture bem. Tempere com sal e pimenta do reino. Adicione o caldo de galinha e reduza o fogo. Cozinhe até o arroz estar al dente e o líquido quase 100% absorvido. Adicione os camarões, mexa bem. Corrija o sal,  e adicione mais Bayou Seasoning se achar necessário.

Mensagem via Site